Vamos tornar-nos mais civilizados?

sábado, 18 de abril de 2009

As provas ilegais

Foi com curiosidade que vi e ouvi as declarações de Charles Smith acerca do caso "Freepor", para utilizar o termo do nosso primeiro-ministro.
Depois de ouvir o senhor, fiquei com a ideia de que Portugal tinha batido no fundo. Lembrei-me subitamente da Lei de Murphy que afirma que nada está tão mau que não possa ainda piorar, o que me levou a tentar projectar cenários possíveis para o desenvolvimento deste escândalo. Confesso, que não consegui, pois sempre defendi que qualquer homem minimamente probo, à menor suspeita, deveria imediatamente auto-suspender-se ou demitir-se, até que a situação fosse esclarecida. Mas isso sou eu. 
Estranho parece-me o silêncio do PCP, assim como me soa estranho que o BE não faça mais barulho! Do PSD, não esperava outra coisa, já que boa parte do staff do Primeiro-ministro Cavaco Silva, se encontra igualmente comprometida com outros escândalos.
Em face disto, sou obrigado a concluir que poderíamos resolver boa parte dos problemas financeiros que o País tem, exportando trafulhices e escândalos. O único problema de um projecto destes é a falta de qualidade do produto exportado. Teríamos de melhorar os aldrabões e as aldrabices para as conseguirmos exportar. Temo que não o consigamos, porque a realidade aqui parece ser de terceira categoria.
Alguém consegue mudar o rumo dos acontecimentos?
video

2 comentários:

Karocha disse...

Olá
Eu sou a contestatária de serviço, tão ou pouco que o José teve que apagar comentários,perguntou-me primeiro se eu autorizava!
Peguei-me no blog dele com o José António Barreiros!!!
Gosto do seu blog, se não se importar vou voltar:-)

Karocha disse...

eheheheheh

O José é tão engraçado!!!
Se quiser falar comigo tenho mail no meu perfil!